domingo, 21 de abril de 2013

AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 9º ANO




AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA –  9º ano



 Leia o texto abaixo:
VISITA

        Sobre a minha mesa, na redação do jornal, encontrei-o, numa tarde quente de verão. É um inseto que parece um aeroplano de quatro asas translúcidas e gosta de sobrevoar os açudes, os córregos e as poças de água. É um bicho do mato e não da cidade. Mas que fazia ali, sobre a minha mesa, em pleno coração da metrópole?
        Parecia morto, mas notei que movia nervosamente as estranhas e minúsculas mandíbulas. Estava morrendo de sede, talvez pudesse salvá-lo. Peguei-o pelas asas e levei-o até o banheiro. Depois de acomodá-lo a um canto da pia, molhei a mão e deixei que a água pingasse sobre a sua cabeça e suas asas. Permaneceu imóvel. É, não tem mais jeito — pensei comigo. Mas eis que ele se estremece todo e move a boca molhada. A água tinha escorrido toda, era preciso arranjar um meio de mantê-la ao seu alcance sem, contudo afogá-lo. A outra pia talvez desse mais jeito. Transferi-o para lá, acomodei-o e voltei para a redação.
        Mas a memória tomara outro rumo. Lá na minha terra, nosso grupo de meninos chamava esse bicho de macaquinho voador e era diversão nossa caçá-los, amarrá-los com uma linha e deixá-los voar acima de nossa cabeça. Lembrava também do açude, na fazenda, onde eles apareciam em formação de esquadrilha e pousavam na água escura. Mas que diabo fazia na avenida Rio Branco esse macaquinho voador? Teria ele voado do Coroatá até aqui, só para me encontrar? Seria ele uma estranha mensagem da natureza a este desertor?
         Voltei ao banheiro e em tempo de evitar que o servente o matasse. “Não faça isso com o coitado!” “Coitado nada, esse bicho deve causar doença.” Tomei-o da mão do homem e o pus de novo na pia. O homem ficou espantado e saiu, sem saber que laços de afeição e história me ligavam àquele estranho ser. Ajeitei-o, dei-lhe água e voltei ao trabalho. Mas o tempo urgia textos, notícias, telefonemas, fui para casa sem me lembrar mais dele.
GULLAR, Ferreira. O menino e o arco-íris e outras crônicas. Para gostar de ler, 31.São Paulo: Ática, 2001. p. 88-89

1) (0,50) O homem interessou-se pelo inseto porque:
a) decidiu descansar do trabalho cansativo que realizava no jornal.
b) estranhou a presença de um inseto do mato em plena cidade.
c) percebeu que ele estava fraco e doente por falta de água.
d) resolveu salvar o animal para analisar o funcionamento do seu corpo.

2) (0,50)  - Em “Não faça isso com o coitado!”, a palavra sublinhada sugere sentimento de
a) maldade                    b) crueldade
c) desprezo                    d) afeição
3) (0,50) No fragmento:” Estava morrendo de sede, talvez pudesse salvá-lo”.Os termos destacados denotam uma figura de linguagem que pode ser classificada como:
a)antítese                                        b) hipérbole
c)eufemismo                                  d)catacrese

4) (0,50) O texto “Visita” apresenta uma função de linguagem que tem como função:
a) Fática                         b)Metalinguagem
c) Poética                       d)Referencial

QUÍMICA DA DIGESTÃO

     Para viver, entre outras coisas, precisamos de energia. Como não podemos tirar energia da luz do sol para viver, como os vegetais, essa energia usada pelo nosso organismo vem das reações químicas que acontecem nas nossas células.
     Podemos nos comparar a uma fábrica que funciona 24 horas por dia. Vivemos fazendo e refazendo os materiais de nossas células. Quando andamos, cantamos, pensamos, trabalhamos ou brincamos, estamos consumindo energia química gerada pelo nosso próprio organismo. E o nosso combustível vem dos alimentos que comemos.
     No motor do carro, por exemplo, a gasolina ou o álcool misturam-se com o ar, produzindo uma combustão, que é uma reação química entre o combustível e o oxigênio do ar. Do mesmo modo, nas células do nosso organismo, os alimentos reagem com o oxigênio para produzir energia. No nosso corpo, os organismos são transformados nos seus componentes mais simples, equivalentes à gasolina ou ao álcool, e, portanto, mais fáceis de queimar. O processo se faz através de um grande número de reações químicas que começam a se produzir na boca, seguem no estômago e acabam nos intestinos. As substâncias presentes nesses alimentos são decompostas pelos fermentos digestivos e se transformam em substâncias orgânicas mais simples. Daí esses componentes são transportados pelo sangue até as células. Tudo isso também consome energia.
     A energia necessária para todas essas transformações é produzida pela reação química entre esses componentes mais simples, que são o nosso combustível e o oxigênio do ar. Essa é uma verdadeira combustão, mas uma combustão sem chamas, que se faz dentro de pequenas formações que existem nas células, as mitocôndrias, que são nossas verdadeiras usinas de energia.
5)(0,50) -  O texto afirma que o nosso corpo pode ser comparado a uma fábrica porque

a) reage quimicamente pela combustão.
b) move-se a base de gasolina ou álcool.
c) produz energia a partir dos alimentos.
d) utiliza oxigênio como combustível.

6) (0,50) No trecho: "...dão um jeito de mudar o mínimo para continuar mandando o máximo", a figura de linguagem presente é chamada:
a) metáfora                    b) hipérbole
c) hipérbato                   d) antítese
7) (0,50) Quando você  afirma que enterrou “no dedo um alfinete”, que embarcou “no trem” e que serrou “os pés da mesa”, recorre a um tipo de figura de linguagem denominada:
a) Metáfora                  b) Metonímia
c) Hipérbole                  d) Catacrese
8) (0,50)Nos versos: “Bomba atômica que aterra
Pomba atônita da paz
Pomba tonta, bomba atômica…”
A repetição de determinados elemento fônicos é um recurso estilístico denominado:
A) hipérbato                             B) sinédoque
C) metonímia                           D) aliteração

 " Datena se desespera ao vivo

O apresentador José Luiz Datena foi surpreendido ao vivo, durante apresentação do "Brasil Urgente" na tarde de quinta-feira, por uma ação policial, com tiros, em frente ao condomínio em que tem casa, em São Paulo. "É exatamente onde eu tenho casa, já estou preocupado", disse o apresentador. "É evidente que a gente fica preocupado _________ eu estou apresentando um programa de televisão e de repente eu vejo um monte de polícia em frente ao condomínio ________ eu tenho casa." UOL Notícias.
9)( (0,50)A alternativa que preencha as lacunas corretamente é:
a) porque-onde                  b) porque-aonde
c) por que-onde                                    d) por que - aonde
10) (0,50) Assinalar a alternativa que completa as lacunas da frase abaixo, na ordem em que aparecem. "O Brasil de hoje é diferente, _____ os ideais de uma sociedade _____ justa ainda permanecem".
a) mas - mas                             b) mais - mas
c) mas - mais                            d) mais – mais

11) (0,50)Cinema 2012: Espelho ,Espelho Meu
















A Rainha _____ precisa casar com o rico Príncipe para salvar seu reino que está indo à falência._____ o Príncipe está apaixonado por Branca de Neve e para conquistá-lo a Rainha expulsa Branca de Neve para floresta. Lá ela encontra e recebe a ajuda dos divertidos anões para lutar e reconquistar seu trono e o amor de sua vida. Nessa releitura do clássico conto dos irmãos Grimm você descobrirá um mundo cheio de magia e comédia para toda a família.CINÉPOLIS
De acordo com as regras ortográficas vigentes, os termos que completam o texto acima são respectivamente:
a)mas/mas                                            b)más/más
c)má/mas                                             d)má/mais
12)(0,50) Observe a charge abaixo:

 A temática apresentada é:
a) Ordem     b) Agilidade  c) Copa       d)Rapidez
Texto I:A moda e a publicidade
Ana Sánchez de la Nieta
[...]
Se antes os ídolos da juventude eram os desportistas e os atores de cinema,
agora são as modelos. [...]. Se, no passado, as mulheres queriam presidir Bancos, dirigir empresas ou pilotar aviões, hoje muitas só sonham em desfilar pela passarela e ser capa da "Vogue".
A vida de modelo apresenta-se para muitas adolescentes como o cúmulo da
felicidade: beleza, fama, êxito e dinheiro. [...]
[...] Os aspectos relacionados com o físico são engrandecidos. Esta é uma
constante da chamada civilização da imagem, imperante na atualidade.[...] O tipo de atração que hoje impera é o de uma magreza extrema. Esta é a causa principal de uma enfermidade que ganha cada vez mais importância na adolescência: a anorexia, uma perturbação psíquica que leva a uma distorção, a uma falsa percepção de si mesmo. Na maioria dos casos, esta enfermidade costuma começar com o desejo de emagrecer. Se alguém se julga gordo sente-se rejeitado por esta razão. Pouco a pouco deixa de ingerir alimentos e perde peso. No entanto, a pessoa continua a considerar-se gorda, persiste a insegurança e começa a sentir-se incapaz de comer. Esta enfermidade leva a desequilíbrios psíquicos que podem acompanhar a pessoa para o resto da sua vida e em não raras ocasiões provoca a morte.
Fonte:  http://www.portaldafamilia.org/artigos/artigo346.shtml
 
Texto II













In CEREJA, William Roberto. Português: linguagens, 9º. Ano. São Paulo: Atual, 2006.
13) (0,50)Comparando os dois textos, pode-se dizer que tratam do mesmo tema, porém
(A) o texto 1 informa sobre o problema da anorexia e o 2, de forma humorística, faz uma crítica à magreza das modelos.
(B) o texto 1 critica as modelos por seguirem a civilização da imagem e o 2
defende a perspectiva da civilização da imagem.
(C) o texto 1 defende as modelos que sofrem de anorexia e o texto 2 indica os problemas mais comuns das modelos.
(D) o texto 1 explica os problemas decorrentes da anorexia e o texto 2 elogia a magreza extrema das modelos.
Prazer obrigatório
Lauro Neto
Foi o jornalista e escritor Zuenir Ventura que levantou o debate em sua coluna
do GLOBO: a leitura obrigatória de clássicos, como ”Iracema” ou “Senhora”, é capaz de incentivar um aluno a ler ou vai afastá-lo da literatura? [...]
Fã de “Código Da Vinci”, “Anjos e demônios” e “Harry Porter”, Luiz Fernando
Magalhães, de 16 anos, leu a coletânea “ Os cem melhores do século”  organizada por Ítalo Moriconi, para um teste de literatura. [...]
– Os poemas são mais difíceis de entender que a prosa, por isso não despertam tanto interesse. [...]
Com a autoridade de quem é adorada pelas adolescentes com a série “Fala
sério”, Thalita Rebouças acredita que escritores como Luis Fernando Veríssimo, Fernando Sabino e João Ubaldo Ribeiro deveriam figurar na lista de livros das escolas.
– Esses três, sim, deveriam ser leitura obrigatória! De histórias curtas, os
alunos passariam para os romances. Não dá para empurrar tantos clássicos, sem dar aos adolescentes uma contrapartida, um livro com o qual eles se identifiquem. [...] O Globo, Megazine, 23 de março de 2010.
14) (0,50)O trecho do texto que revela um fato é
(A) “Esses três, sim, deveriam ser leitura obrigatória! De histórias curtas, os alunos passariam para os romances.”
(B) “Os poemas são mais difíceis de entender que a prosa, por isso não despertam tanto interesse.”
(C) “Não dá para empurrar tantos clássicos sem dar aos adolescentes uma
contrapartida”[...]
(D) “Foi o jornalista e escritor Zuenir Ventura que levantou o debate em sua coluna do GLOBO” [...]
Pandas ainda correm perigo na China
Inverno agrava escassez de bambu provocada pelo terremoto de maio do ano
passado.O terremoto que matou 70 mil pessoas em maio do ano passado na província de Sichuan, no sudoeste da China, comoveu o mundo também por causa da situação dos pandas. Sichuan é a região onde vive a maior parte desses ursos, em reservas e centros de pesquisa. [...]
Quase um ano depois, a escassez de bambu é considerada a maior ameaça
à sobrevivência dos pandas. No inverno, os pandas continuam a se alimentar dessa planta. "O impacto destrutivo do terremoto será maior que o de 1983", disse Zhang Hemin, diretor do Centro de Pesquisa e Conservação de Pandas Gigantes de Wolong. Zhang se refere a uma mortandade de 40% da população de pandas, naquele ano, devido a uma praga que devastou as florestas de bambu.                                                                               
ANDRÉ FONTENELLE
http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/ - 14/01/2009
15) (0,50)A mortandade de 40% da população de pandas em 1983 ocorreu por causa
(A) do terremoto na província de Sichuan, que matou 70 mil pessoas.
(B) do grande impacto destrutivo do terremoto ocorrido naquela época.
(C) da praga que na época devastou as florestas de bambu.
(D) da alimentação dos pandas no inverno continuar a ser bambu.
Stress Ancestral
Conhecido como um dos males do nosso tempo, o stress não é exclusividade deste século nem do anterior. Muito antes da era do trânsito caótico, e até mesmo da Revolução Industrial, a civilização inca, que viveu entre 550 e 1532, já sofria desse mal. A conclusão é de uma equipe de arqueólogos da Universidade de Ontário Ocidental, no Canadá, que analisaram amostras de cabelo de restos mortais de dez indivíduos, provenientes de cinco diferentes sítios arqueológicos no Peru. Os pesquisadores encontraram cortisol – hormônio responsável pelo stress – em níveis superiores aos verificados em pessoas que passaram por estudos clínicos recentes.
“O cortisol estava mais alto naqueles que, depois de alcançar tais níveis, morreram. Esses indivíduos podem ter desenvolvido uma doença que levou algum tempo para matá-los e essa talvez tenha sido a causa do stress”, diz a arqueóloga Emily Webb, que conduziu a pesquisa. Fonte: http://www.istoe.com.br/reportagens/35451_STRESS+ANCESTRAL?pathImagens=&path=&actualAre a=internalPage
16) (0,50)A finalidade do texto é
(A) relatar as consequências negativas do stress.
(B) informar que o stress já existe há mais de 400 anos.
(C) identificar a doença que causou o stress na civilização Inca.
(D) comparar o stress do homem moderno ao dos Incas.
17) (0,50)No fragmento: “A minha primeira recordação é um muro velho, no quintal de uma casa indefinível. Tinha várias feridas no reboco e veludo de musgo. Milagrosa aquela mancha verde [sensação visual] e úmida, macia [sensações táteis], quase irreal."   (Augusto Meyer)
Os termos destacados denotam a figura de linguagem:
a)sinestesia                              b)hipérbole              
c)metonímia                            d) antítese
18)(0,50)No fragmento: “Aproveite a oferta!Compre já sua TV digital.Assista à Copa do Mundo em 3D”.A função da linguagem é:
a) referencial                   b) fática                                               c) emotiva                      d)metalinguagem
19) (1,0) No fragmento:
A linguagem é fundamental,pois é através dela que o homem se comunica,transmite experiências,ouve outras,troca informações e aprende,além de apreender os valores que o integrarão na comunidade social.Também através da linguagem que ele poderá contribuir para mudança dos valores da sociedade. A função da linguagem é:
a) referencial                             b) fática                   c) emotiva                                 d)metalinguagem
 Avida só pode ser compreendida, olhando-se para trás; mas só pode ser vivida, olhando-se para frente.Soren Kierkergaard. BOA AVALIAÇÃO!
















3 comentários: